dia mundial do coração
BLOG Casa Desportos

Cuida o suficiente do seu coração?

Sabia que as doenças cardiovasculares são a principal causa de morte no mundo? Mas o mais surpreendente não é apenas isso, mas que muitas destas mortes poderiam ter sido evitadas com um estilo de vida mais saudável, boa nutrição, exercício físico e dizer NÃO ao fumo. É por isso que, em Aosom.pt não podemos perder esta oportunidade de enfatizar a importância dos bons hábitos. Depende de si, comece hoje. Começamos?

Dia mundial do Coração ❤️

Desde 2000, o Dia Mundial do Coração tem sido comemorado todos os 29 de Setembro. E o seu objetivo não é maior do que sensibilizar a sociedade, como acontece com a maioria das outras comemorações sobre vários assuntos, para a importância de um bom controlo e prevenção das doenças cardiovasculares. Os enfartes do miocárdio, entre outras doenças cardíacas como a hipertensão, que custam milhares de vidas todos os dias.  

Poderíamos aprofundar e analisar as principais doenças que afetam o coração e, porque são caracterizadas ou causadas, mas o objetivo deste post é aprender a cuidar do nosso coração e a conhecer razões suficientes para nos livrarmos da preguiça e das desculpas e começar a trabalhar para melhorar a nossa saúde.

O que podemos fazer para cuidar do nosso coração? 💚

Como dissemos no início, muitas mortes cardiovasculares poderiam ser evitadas com atitudes tão “normais” como as que vos mostraremos a seguir. Pode parecer um exagero, mas não é. Comer bem, beber com moderação, ter um nível adequado de atividade física, não fumar, ter bem-estar emocional ou não estar exposto à poluição do ar, tudo isto reduz o risco de sofrer de doenças cardiovasculares, uma vez que todas elas são agravantes ou desencadeantes de doenças cardíacas.

Cozinhar de forma saudável e comer bem

Já o ouviu milhares de vezes, mas é verdade. Algumas, mas não todas, das coisas que pode fazer para conseguir uma boa dieta são: reduzir o seu consumo de bebidas açucaradas, aumentar o seu consumo de água, certificar-se de que come uma dieta que inclua fruta e vegetais, limitar ou evitar alimentos de conveniência e gorduras saturadas. Evitar alimentos fritos é também essencial, uma vez que os alimentos fritos absorvem gordura durante a fritura.

Neste sentido, as fritadeiras a ar são ideais para cozinhar sem óleo, porque, ao contrário do que o seu nome sugere, o seu sistema de cozedura não é fritar como tal, mas sim através da circulação de ar muito quente. Podemos obter resultados muito semelhantes aos do forno, mas com a consequente economia de tempo e consumo de energia.

friitadeira preta

Controle o seu peso e colesterol

Em nenhum caso estamos a falar de estética, mas não podemos esquecer que a obesidade comporta um risco inerente de sofrer de doenças cardiovasculares. O mesmo risco está também associado a níveis elevados de colesterol. Há estudos que certificam que as pessoas com níveis de colesterol de 240 em vez de 200 têm o dobro do risco de sofrer um ataque cardíaco. É por isso que deve reduzir as gorduras saturadas, e se tiver colesterol elevado pode baixá-lo comendo mais peixe rico em ómega-3, obtendo muita fibra e limitando a sua ingestão de álcool e sal, entre outras coisas. Portanto, se cozinhar saudável e comer bem, como dissemos anteriormente, também pode controlar o seu peso e colesterol.

alimentação saudável, mulher ensinado uma maça e um donnuts
Foto de Andres Ayrton em Pexels

Limite o seu consumo de tabaco e álcool

Fumar ou beber em excesso pode levar a doenças cardíacas ou, acidentes vasculares cerebrais. O consumo excessivo ou contínuo de álcool pode levar a uma cardiomiopatia dilatada, fazendo com que o coração se dilate e diminua a força de bombeamento. Quanto ao fumo, o sangue torna-se mais pegajoso, com maior tendência para formar trombos ou coágulos, com o consequente risco de entupir as artérias coronárias e levar a um ataque cardíaco.

Fumar é uma das principais causas de doenças cardiovasculares (DCV), mas a boa notícia é que algumas das consequências de fumar não são irreversíveis. Dentro de 2 anos após deixar de fumar o risco é consideravelmente reduzido e em 15 anos o risco de doença cardiovascular é considerado o mesmo que o de um não fumador. Para não mencionar o aumento da função pulmonar já nos primeiros meses, pelo que já tem uma motivação extra para deixar de fumar hoje!

menino quebrando um cigarro

Faça exercício físico a diário

É aconselhável fazer pelo menos meia hora de exercício físico moderado por dia, ou 5 dias de atividade mais intensa. E não estamos apenas a falar em ir ao ginásio, ou fazer exercício com máquinas, mesmo que seja em casa, criar o seu próprio espaço para treinar ou mesmo criar um pequeno ginásio em casa. Dançar, dar um passeio, não utilizar o elevador e subir as escadas, caminhar até à escola ou ao trabalho são actividades que nos permitem fazer exercício sem sequer darmos conta disso.

Contudo, se quisermos obter “benefícios extra” da nossa atividade física, temos de optar pela primeira em vez da segunda. E dependendo dos nossos objetivos, podemos optar por praticar uma ou outra disciplina. Se o que queremos é ganhar massa muscular, potência, tonificar os nossos músculos, podemos optar por fazer pesos e exercício com uma máquina multifuncional ou equipamento de musculação. Se, por outro lado, apenas queremos manter o nosso peso saudável ou queimar algumas calorias, podemos fazê-lo com uma bicicleta de exercício ou uma passadeira, onde também iremos melhorar a nossa força muscular e fortalecer o nosso coração e sistema cardiovascular.

homem fazendo exercícios em uma maquina multifuncional de exercícios

Cuidar de si e do seu bem estar emocional

Sabe-se que o stress aumenta o risco de enfarte do miocárdio, enquanto que o optimismo o reduz para quase metade. Boas práticas, tais como conseguir um sono adequado para conseguir um descanso ideal, ou utilizar métodos de relaxamento e meditação, ajudar-nos-ão a melhorar ou a libertar-nos do stress. O exercício físico, que também nos ajuda a relaxar, é perfeito para nos livrarmos do stress ao mesmo tempo que melhora a concentração, melhora o nosso humor e também nos ajuda a minimizar os efeitos da depressão, ansiedade e insónia.

Já dizia o ditado popular que a tristeza aperta o coração. Tal ditado apenas sinaliza que temos consciência sobre essa ligação entre o estado emocional/stress com as doenças cardíacas. Mas a boa notícia, como já dissemos anteriormente, é que essa interação entre mente e corpo pode ser alcançada através de alguns métodos. Então não espere mais para começar.

chica meditando
Foto de Mikhail Nilov em Pexels

O exercício deve ser entendido como um tributo ao coração.

Gene Tunney

Este artigo é puramente informativo, em Aosom.pt não somos especialistas nem temos o poder de fazer qualquer tipo de diagnóstico. Portanto, embora nos tenhamos informado previamente antes deste posto, encorajamo-lo a partilhar connosco mais conselhos, experiências ou a fornecer mais informações sobre este tópico. A sua opinião é importante para nós e a sua experiência pode servir de referência para outros utilizadores.

Também pode gostar de...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *